Os Jogos da Fome

No preciso momento em que o relógio da cidade bate as duas horas, o governador sobe ao pódio e começa a ler. É a mesma coisa todos os anos. Ele conta a história de Panem, o país que surgiu das cinzas de um lugar outrora chamado América do Norte. Enumera os desastres, as secas, as tempestades, os fogos, os mares invasores que submergiram grande parte da terra, a guerra brutal pelos poucos alimentos que restavam. O resultado foi Panem, um Capitólio resplandecente rodeado de treze distritos, que trouxe a paz e a prosperidade aos seus cidadãos. Depois veio a Idade das Trevas, a insurreição dos distritos contra o Capitólio. Doze foram vencidos, o décimo terceiro obliterado. O Tratado da Traição ofereceu-nos novas leis para garantir a paz e, como lembrança anual de que a Idade das Trevas não se devia repetir, deu-nos os Jogos da Fome.

As regras dos Jogos da Fome são simples. Como castigo pela insurreição, cada um dos doze distritos tem de fornecer um rapaz e uma rapariga, chamados tributos, para participar nos Jogos. Os vinte e quatro tributos são lançados numa imensa arena ao ar livre que pode conter qualquer coisa, desde um deserto escaldante a um ermo gelado. Durante várias semanas, os concorrentes têm de lutar até à morte. O último tributo de pé obtém a vitória.

Levar os miúdos dos nossos distritos, obrigando-os a matar-se uns aos outros enquanto nós assistimos — é a maneira de o Capitólio nos lembrar que estamos completamente à sua mercê. Que temos poucas probabilidades de sobreviver a outra rebelião. Sejam quais forem as palavras que utilizem, a verdadeira mensagem é clara: «Vejam como levamos os vossos filhos e os sacrificamos e não há nada que vocês possam fazer. Se levantarem um dedo sequer, destruiremos toda a gente. Exactamente como fizemos no Distrito 13.»

Para tornar as coisas tão humilhantes como torturantes, o Capitólio exige que encaremos os Jogos da Fome como uma festividade, um evento desportivo opondo os distritos uns aos outros. O último tributo vivo terá uma vida de ócio e sem preocupações quando regressar a casa, e o seu distrito receberá vários prémios, consistindo sobretudo em alimentos. Durante todo o ano, o Capitólio mostrará ao distrito vencedor dádivas de cereais e óleo e até iguarias como açúcar, enquanto os restantes terão de lutar contra a fome.

- pg. 22 e 23, “Os Jogos da Fome – Livro 1″

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: